Projetos

Afinal, vale a pena usar o PMBOK?

pmbok
Escrito por João Paulo Beluca

Adotar o know-how de gerenciamento de projetos na sua empresa pode gerar inúmeros benefícios. As principais organizações do mundo vêm apostando nas melhores práticas de gestão de projeto disponíveis e vêm colhendo frutos.

Redução de custos, aumento da qualidade, melhor gestão do risco, eficiência na gestão de pessoas e a comunicação efetiva são alguns dos benefícios destacáveis. O principal documento utilizado por essas empresas é o PMBOK (Project Management Body of Knowledge).

O PMBOK teve sua primeira edição lançada em 1996, ou seja, recentemente completou 20 anos. O PMBOK possui uma nova edição lançada a cada quatro anos aproximadamente, sendo a última edição lançada em 2013.

A dúvida que fica é: a base do livro ainda é válida e representa a forma que as empresas lidam com projetos atualmente? Em outras palavras: vale a pena usar o PMBOK? Continue a leitura deste artigo e descubra!

O que é o PMBOK?

O guia PMBOK é um conjunto de boas práticas em gestão de projetos, com diretrizes a respeito dessa gestão em qualquer área. Ele é considerado por alguns um manual com as melhores práticas concebidas a partir de estudos, experimentos e documentações feitas por gestores de projeto de sucesso.

De acordo com o PMI, um projeto nada mais é do que um conjunto de atividades temporárias, realizadas em grupo, destinadas a produzir um produto, serviço ou resultados únicos. Portanto, pode-se afirmar que as boas práticas do PMBOK podem ser utilizadas em qualquer projeto de qualquer segmento do mercado.

Quais são os processos do PMBOK?

O PMBOK é um documento que pode ser utilizado em qualquer área de atuação do mercado e, para facilitar sua utilização, foi subdividido em processos de acordo com áreas de conhecimento predefinidas. É possível afirmar ainda que os grupos de processos podem ser considerados como o ciclo de vida de um projeto ou de apenas uma etapa específica.

Sem mais delongas, os grupos de processos são:

  1. Iniciação

  2. Planejamento

  3. Execução

  4. Monitoramento e controle

  5. Encerramento

Então, caso você não trabalhe corretamente a concepção do projeto, não o planeje corretamente, o execute de qualquer maneira, não monitore as atividades e não controle as métricas, o encerramento certamente será um fracasso. Essa situação demonstra um pouco da importância da aplicação das melhores práticas desse guia nos seus projetos, não é mesmo?

Quais são os benefícios da utilização?

Utilizando as melhores práticas estabelecidas pelo PMBOK, o gerente de projetos poderá coordenar melhor os projetos sob sua responsabilidade. Um projeto administrado de acordo com os ensinamentos do PMI consegue cumprir com os marcos e os prazos estabelecidos e possuem uma margem de lucratividade aceitável.

Outro benefício que o empresário poderá ter é relação aos riscos do projeto. As boas práticas do PMBOK facilitam todo o processo de gestão de riscos, demonstrando o que pode ser feito para identificar e erradicar as falhas e aproveitar as oportunidades disponíveis.

A comunicação interna e externa ao projeto, a gestão dos stakeholders, os recursos humanos do seu empreendimento, o escopo e todo o processo de compras também será gerenciado pela “competência” do guia em questão.

Afinal, vale a pena usar o PMBOK?

Como já mencionamos, o PMBOK está completando 20 anos do seu primeiro lançamento. Porém, periodicamente são lançadas novas edições que contemplam novas informações e “novas” boas práticas de sucesso que ocorreram no mundo dos projetos.

Utilizar o PMBOK ainda é de grande valia para os seus projetos. Os benefícios da sua aplicação vão além dos já elencados anteriormente. A dica final que damos é: para aplicá-lo na sua rotina, conte com a ajuda de softwares disponíveis no mercado, capazes de minimizar os riscos, gerenciar a comunicação e aumentar o comprometimento entre as áreas, preservando sempre a lucratividade.

Existem empresas que fornecem uma solução de CRM e gerenciamento de projetos integrada, possibilitando a otimização do tempo e do dinheiro investido nos projetos. Vale a pena conhecer essa solução tecnológica, não é mesmo?

O PMBOK ainda é um excelente documento para ser utilizado no gerenciamento de projetos. A sua última versão é atual e pode auxiliar o gerente de projetos no seu dia a dia. Não perca tempo e implemente já nos seus projetos!

Gostou do nosso conteúdo? Achou interessante? Então compartilhe-o nas redes sociais!

Sobre o autor

João Paulo Beluca

Deixar comentário.