Gestão

E-mail marketing: saiba como fazer um modelo vencedor

Escrito por João Paulo Beluca

Há alguns anos, muitos profissionais pensaram que as redes sociais, as mensagens instantâneas e outros meios de comunicação fariam com que o e-mail marketing deixasse de existir. Mas, ao contrário do que imaginaram, essa ferramenta de contato com o público tem se tornado cada vez mais poderosa.

Para que esse potencial se revele, é necessário que tudo esteja perfeitamente alinhado e planejado dentro de uma estratégia de marketing de conteúdo, aumentando a efetividade e garantindo que os internautas recebam um conteúdo adequado e no momento certo. 

Nesse sentido, é válido ressaltar o quanto um software de CRM pode auxiliar na construção de um e-mail marketing mais eficiente. Além da ajudar a transformar leads em futuros clientes, essas ferramentas trarão informações preciosas sobre as pessoas que entraram em contato com você, facilitando o processo de vendas.  

Entretanto, o poder do conteúdo ainda é bastante relevante, por isso, ele deve ser muito bem escrito e estruturado para conquistar a atenção dos leitores e fazer com que eles tomem uma ação.

Sendo assim, elaboramos este post, que te ajudará a preparar e-mails vencedores e que certamente encantarão os leitores. Confira as dicas!

Conheça o público e segmente

Antes de colocar a mão na massa e redigir um e-mail marketing, é muito importante conhecer bem a persona, seus hábitos, suas características e seus principais interesses. A partir dessas informações, será possível desenvolver um conteúdo mais adequado e pertinente para essas pessoas. 

Além disso, a linguagem e estrutura utilizadas também devem ser coerentes ao perfil do público. Se o target é formado por pessoas mais velhas e donas de empresas, por exemplo, é preciso ser mais sério e usar palavras mais formais. Se o público for jovem, um texto mais descolado, com a inserção de gifs e imagens, pode ser bem eficiente. 

Por esse motivo, em vez de fazer um único e-mail para uma pessoa qualquer, é mais interessante construir listas de e-mails mais segmentadas, separando as pessoas por região, idade, sexo ou conforme o estágio delas no funil de vendas.

Uma boa maneira de fazer isso é por meio de um software de CRM, conforme você vai acompanhar no tópico seguinte!

Utilize uma ferramenta de CRM

Para conhecer e segmentar o público corretamente, é importante ter e organizar as informações desde o primeiro momento em que os clientes entram em contato com você. Por isso, é necessário ter os dados deles disponíveis em um mesmo lugar, facilitando a sua gestão e controlando melhor a maneira como vocês se relacionam. 

Isso tudo pode ser feito por meio de um bom CRM, que trará, entre outros benefícios, as seguintes possibilidades:

  • fazer uma triagem dos leads, organizando-os conforme o seu estágio no funil de vendas;
  • converter os leads mais qualificados em prospects;
  • construir um relacionamento mais próximo e duradouro;
  • e, consequentemente, aumentar a sua carteira de clientes. 

Além disso, a organização dessas informações contribuirá para a construção e elaboração de um e-mail marketing muito mais direcionado e efetivo em sua proposta. Ou seja, a ferramenta de CRM atuará como um verdadeiro gestor de leads, fornecendo insights para que você construa o melhor conteúdo possível.  

Depois, só será preciso escrever da maneira adequada, conforme as dicas que você vai acompanhar a seguir!

Seja mais pessoal no texto

Muitas empresas têm o hábito de desenvolver e-mails marketing muito mecanizados, robóticos, que acabam direto na caixa de spam ou que simplesmente passam despercebidos pelos leitores.  

Nesse sentido, é importante saber que pessoas gostam de receber e-mails de pessoas, e não de instituições ou computadores. Por isso, a comunicação precisa ser mais pessoal e intimista. 

Dessa maneira, os leitores sentirão que você teve um cuidado especial ao falar com eles, aumentando as chances de que o seu conteúdo seja lido e bem aceito. 

Conte histórias

Desde pequenos, estamos acostumados a ouvir histórias dos nossos pais, avós, tios e amigos. E esses contos geralmente despertam mais interesse e contribuem para assimilarmos melhor as informações. É uma maneira mais natural e divertida de se comunicar.

Por essas razões, contar boas histórias em um e-mail marketing pode ser uma estratégia eficiente e que possivelmente envolverá os espectadores até o final. 

Entretanto, é necessário ser bem claro e objetivo, sem dar grandes voltas durante a narrativa. Também é preciso ser conciso e evitar textos muito longos. Além disso, o conto deve ser convincente e transmitir confiança aos leitores. 

Dessa maneira, o seu e-mail marketing certamente atingirá os objetivos estabelecidos. 

Saiba a diferença entre e-mails promocionais, transacionais e relacionais

Geralmente, as campanhas de e-mail marketing são dividas em 3 categorias principais: transacionais, relacionais e promocionais. E é importante entender um pouco sobre as particularidades de cada tipo para desenvolver modelos e textos mais adequados.

Os e-mails transacionais envolvem tanto o emissor quanto o receptor da mensagem. Como exemplos, temos as confirmações de transação, de criação de conta, recadastramento de senha e por aí vai. Os textos e abordagens devem ser bem simples e objetivos.

Já os relacionais estão ligados à construção de um relacionamento entre uma empresa e clientes ou possíveis clientes, com o objetivo de educá-los, fornecendo conteúdo relevante, como newsletter, artigos de blog e cursos. Os discursos devem engajar os leitores e levá-los a alguma ação específica. 

Por sua vez, os e-mails promocionais estão ligados às ofertas e promoções da sua marca e dos seus produtos. Podem ser enviados em datas especiais, como o Dia das Mães, o Natal e até mesmo no aniversário de cada leitor. O importante é desenvolver um conteúdo focado na promoção e evitar distrações com informações aleatórias. 

Então, agora que você já conhece as principais categorias de e-mail marketing, adapte o texto conforme a sua estratégia e tenha resultados muito mais eficientes durante a campanha!

Pense e planeje bem o CTA

O texto para o call to action é outra parte muito importante do e-mail marketing. Esse trecho é fundamental para encorajar o público a tomar uma determinada atitude. Por isso, se você não fizer uma chamada convincente, poderá perder importantes conversões

Para ter sucesso, o CTA deve estar alinhado ao estágio em que o cliente está no funil de vendas. Se ele estiver no meio, por exemplo, enviar links com e-books pode ser muito mais pertinente do que já mandar promoções e preços dos seus produtos.  

Além disso, não se esqueça de incluir links de forma bem contextualizada. Para isso, a utilização de verbos como “baixe”, “acesse” e “confira” podem funcionar muito bem. Lembre-se também de que é essencial oferecer vantagens ao público nos CTAs. 

Por isso, nada de usar um vazio e ultrapassado “clique aqui” em suas chamadas para ação. 

Ao seguir essas dicas, você conseguirá escrever e-mails campeões, persuasivos e envolventes. No entanto, eles só farão mesmo a diferença se estiverem bem alinhados dentro de uma estratégia de marketing de conteúdo. Para isso, é fundamental utilizar uma ferramenta de CRM, que reunirá informações extremamente relevantes para a construção de e-mails certeiros!

Gostou desse conteúdo sobre e-mail marketing? Que tal nos seguir nas redes sociais — Facebook e LinkedIn — e continuar por dentro de assuntos tão interessantes quanto este? Acompanhe os nossos perfis e mantenha-se sempre bem informado!

Sobre o autor

João Paulo Beluca

Deixar comentário.